sábado, 5 de fevereiro de 2011

Mas o que é fisioterapia?



 Fisioterapia é uma ciência da saúde que estuda, avalia, trata e previne os distúrbios cinético-funcionais do organismo.
Fundamenta suas ações em mecanismos terapêuticos próprios, sistematizados pelos estudos da biologia, das ciências morfológicas, das ciências fisiológicas, das patologias, da bioquímica, da biofísica, da biomecânica, da cinesia, da sinergia funcional, e da cinesia patologia de órgãos e sistemas do corpo humano, além das disciplinas comportamentais e sociais.
A fisioterapia é uma atividade de saúde, regulamentada pelo Decreto-Lei 938/69, Lei 6.316/75, Resoluções do COFFITO, Decreto 9.640/84, Lei 8.856/94.
O profissional habilitado para praticar a fisioterapia é o fisioterapeuta: um profissional de saúde, com formação acadêmica superior, capaz de realizar diagnóstico dos distúrbios cinético-funcionais, prescrever e aplicar as condutas fisioterapêuticas, acompanhar a evolução do quadro clínico funcional e avaliar as condições para alta do serviço.
O objetivo fundamental do fisioterapeuta é atuar na prevenção, cura ou reabilitação da capacidade física das pessoas, em qualquer idade. Outra preocupação sempre presente no dia-a-dia desse profissional é a busca pela qualidade de vida e auto-estima dos pacientes.
O fisioterapeuta é um dos poucos profissionais de uma equipe da área de saúde que trabalha praticamente todos os dias com o paciente, e por isso tem mais facilidade em identificar suas necessidades físicas e também sociais e emocionais.
O campo de trabalho inclui centros de reabilitação, casas de repouso, escolas, clubes esportivos, clínicas de estética, clínicas e consultórios fisioterapêuticos, hospitais, centros de saúde, empresas, faculdades. Pode atuar como fisioterapeuta, consultor, professor e gerenciador de institutos de saúde.
O fisioterapeuta pode atuar ainda em diversas especialidades, como a cardiologia, a pneumologia, a ginecologia e obstetrícia, a geriatria, o desporto, a dermatologia, a medicina desportiva, a neurologia, a ortopedia e na fisioterapia do trabalho.
A reorganização do sistema músculo-esquelético com a cinesioterapia é o principal meio que o fisioterapeuta tem para atuar no tratamento de um indivíduo. Outros recursos que o fisioterapeuta tem à disposição são recursos físicos e naturais, como a água, o calor e o frio, e recursos tecnológicos, como microondas, ondas curtas, ultra-som e eletricidade.
Como sabem, tenho um interesse em especial pelas áreas de neurologia e fisioterapia esportiva.
A fisioterapia neurológica tem o objetivo de analisar os déficits neurológicos e determinar o tratamento adequado para cada paciente. Os pacientes com incapacidades neurológicas podem apresentar distúrbios de movimento complexos e extensos, além de danos sensoriais e cognitivos necessitando da fisioterapia.
Apesar das limitações na reabilitação destes pacientes, a melhora na qualidade de vida e os benefícios funcionais que a fisioterapia proporciona motiva a cada vez mais estudar, para que os avanços sejam cada vez maiores.
No âmbito esportivo, seja amador ou de alto rendimento, o fisioterapeuta busca no atleta, através de seu tratamento, um retorno funcional no menor tempo possível à prática esportiva, a prevenção e até a melhora no desempenho.
A atuação na prevenção é talvez a parte mais importante do trabalho do fisioterapeuta desportivo. Através da avaliação clínica e funcional individualizada do atleta pode-se colaborar com o treinamento, orientando os indivíduos e respectivos treinadores quanto aos possíveis desequilíbrios musculares presentes e o desempenho biomecânico do esporte em questão. Assim, a fisioterapia atua potencializando a capacidade de desempenho esportivo e na qualidade da prática esportiva.
            Retomando a fisioterapia em geral, e finalizando o post, reproduzo aqui o juramento do fisioterapeuta:
Prometo dedicar-me à profissão de Fisioterapeuta utilizando todo conhecimento científico e recursos técnicos por mim adquiridos durante o medir de esforços, assegurando aos pacientes sob meus cuidados o bem-estar físico, psíquico e social.
Juro honrar o nome da Fisioterapia com amor, respeito e dignidade, empregando todos os meios para fazê-la conhecida e valorizada.
            Devemos lembrar deste juramento e aplica-lo dia-a-dia, qualificando sempre nossos serviços e valorizando nossa (minha futura) profissão!

Fonte:
www.coffito.org.br
www.crefito.com.br

2 comentários:

Maria disse...

Fisioterapia com Amor, sempre!

Vivendo a Vida Correndo disse...

Parabéns pelo blog, mais um fisioterapeuta para ajudar nós corredores.
sou adicionar o seu blog no link do meu blog.
Um abraço

Fernando